Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

sexta-feira, 18 de agosto de 2006

Bela é a Noite

*Poesia de Anderson Moço


Bela é a noite
Com seu cheiro de liberdade
e calma de namorados dormindo

Bela é a noite
Que tem a brisa que refresca
e a luz, um convite para amar

Bela é a noite
No caminhar faceiro da moça da esquina
No bocejo cumprido da volta pra casa

Bela é a noite
É a vontade de festa
E o sexo a chamar

Bela é a noite
Para a criança que dorme
Para o homem que não pára
Para a mulher que chora
Para o moço que canta
Para quem vive a vida afora
Poesia de Anderson Moço

Um comentário:

  1. Dê, eu amo vocês três e cada dia mais fico feliz com sua sensibilidade...me orgulho de ser sua amiga!bjo com ternura

    ResponderExcluir