Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

terça-feira, 6 de abril de 2010

Amo-te até


Amo-te até.
Trazeres ternura.
Teres tonteira em tortura.
Tremeres.
Textura.

Amo-te até
trazeres um tanto de taras.
Teres tremores.
 Temores.
Encaras?

Amo-te até
Troçares de um trapo
Torceres extrato
Tentar um
Contrato

Amo-te até
Trincarem todos sapatos
Tocarem teus tatos
Amo
Nos atos

Amo-te até
Um tanto de fatos
Teus traços nos autos
Encantos
Incautos

Amo-te até
Se entornas trabalho
E tomam atalhos
Teus falhos
Retalhos

Amo-te até
Tonto em tabaco
Traquejo de fraco
Teus traços
Ataco

Amo-te até
Tiveres teus tinos
Intenso intestino
Tragares
Destino

4 comentários:

  1. eu, amo de amor, sempre!

    beijos saudosos, querido, e bom fim de semana

    MM.

    ResponderExcluir
  2. "amo-te até" fez que ia dizer de futebol, de tricolor, de paixão nacional, mas nada disso (ou tudo isso(?)). Falou de poesia, de amor louco, insano e apaixonado.

    ResponderExcluir
  3. Sempre me surpreendendo com a intensidade do sentimento...

    ResponderExcluir
  4. Ah! Não posso deixar de dar um "salve" a foto do Moreno!
    Salve!

    ResponderExcluir