Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Patricinha Paraguaia (ou Hippie do AlphaVille)


Eu sofro calado,
afogado, enganado
em lamúrias de amor

de estar condenado
apenado
pela culpa que for.

Só que está ao seu lado
o culpado, atrasado,
dos soluços de amor.

Cê não sabe a responsa
a faz sonsa
não assume seus erros.

Compra a sua inocência.
Em clemência, a demência
guia o sonho ao aterro.

Troca louca as vontades
se evade
como troca os vestidos.

Se te compram verdades,
eu tenho a Humildade
em sofrer meus sentidos.

Um comentário: