Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Contradito


Nada é como esperamos.
Ao pedir paz, brigamos.
Ao brigar, reconciliamos.
Ao querer comer, inflamos
e ao chorar, secamos.
Assim que somos, sumimos.
Se quisermos sumir, assumimos.
Ao se limpar, suínos.
Pra não acontecer
é só imaginar.
Se quiser lembrar, esqueço.
O que tem nos pés, cabeça.
O que tem nas mãos, engessa.
Para fugir sem pressa
pare de roer a mesa.
Para almoçar, a sobremesa.
Ao desconstruir, firmeza.
Ao pesar, leveza.
O reencontro é a arte do desencontro.
Para unir, desate.
Para respirar, enfarte.
Para calar, se parta.
Se quiser ficar, reparta.

5 comentários:

  1. "Mesmo com todo o emblema, todo o problema
    Todo o sistema, todo Ipanema
    A gente vai levando, a gente vai levando, a gente vai levando
    essa gema!"
    Achei aplicável ao tema... :)
    Muito bom como sempre!

    ResponderExcluir
  2. ficou bom demais, Dado!

    bom, mesmo! um dos melhores que li aqui...... de uma realidade gostosa feito sonho de creme, daquelas, que dá vontade de morder.

    beijos e boa semana,

    MM.

    ResponderExcluir
  3. Na visita por terras mais próximas as minhas não pude te ver. Trocamos de lugar para traçar trajetórias próprias.
    Voltei. E vc? Continua brlhante.
    Um beijo

    ps: tenho direito a um adesivo?

    ResponderExcluir
  4. Do caralho.. Boa mesmo. Parabéns

    ResponderExcluir
  5. o saudade que aperta meu peito...
    tá linda, linda, linda
    te amo sempre
    Lucilara

    ResponderExcluir