Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Vasos Vazios


Se as flores da VIDA puderem indicar
como cura a FERIDA de uma mulher,
vão parar a descida do SANGUE que escorre
e sugar as ARGURAS largadas no AR.

As PAREDES controlam o espaço.
Seu LUGAR já não tem mais percalços
para se confortar.
Suas MEIAS deixaram seus PÉS.
Suas LUVAS lavaram ao invés de sujar.
Não há mais MOTIVO com que preocupar.

Um VASO VAZIO se enche de AR.
De AR frio se faz esse VASO.
Não há PASSOS partidos a dar

E se não conseguir encontrar,
vai seguir sem ter LAR
sem ser VASO
o VAZIO
[..........]

Um comentário:

  1. Sinto Pena do Vazio. Mesmo ocupando espaços nunca será Vaso!

    ResponderExcluir