Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Beija todo Mundo

O tempo só se mede
pelo número de sorrisos dados.
A alegria é um recado
do tempo que passamos juntos.
O amor,
ai, o amor,
mesmo sem saber o que é,
sei que é isso.
É beijar os seus lábios
e os lábios de todos à nossa volta.
É lhe dar um abraço apertado,
lhe derrubar pra cima
e dormirmos juntos
no solo dos nossos sonhos,
no aterro dos nossos sentidos
mais apertados.
E despertar ao seu lado
como se esse dia
fosse todos os dias.

PeDrógão Grande

Depois das cinzas que o fogo espalhou por todos os cantos.
Depois de todo o sofrimento e desespero.
Das dores e queimaduras.
Depois do trânsito e circulação interrompidos.
Depois das vidas tolhidas, do choro incontrolado e desmantelo.
Depois do medo

A chuva lava o que sobrou de nós.
Lava o sangue, o pó e as lágrimas.
Lava a dor, o choro e o atropelo.
A chuva que cai lá fora é a mesma chuva que cai aqui dentro.
A mesma chuva que lavou a alma da Ana Luiza.
Lava agora o resto que sobrou dos sentimentos.

Flaming

Esse incendio
nao matou pessoas queimadas
nao dizimou aldeias
nao fez chorar paises
por suas estradas

Esse incendio
nao queima hectares inteiros
nao ultrapassa fronteiras
nao chama atencao
dos bombeiros

Esse incendio
tambem comecou com um raio
em um pau seco
e insensato

Esse incendio
tambem arde acordado
tem o seu lume entortado,
e traicoeiro

Esse incendio
quase nao se ve por ai
pensam estar apagado
pois queima dentro de mim

Samba Enredo

Vem, me dá a mão,
mergulha comigo.
Entrega-se,
como me entrego.

O amor é imensidão,
um mar
sem proporção,
um rio sem fundo,
um trampolim.

Pois, pula comigo
num desatino

Deixa seu medo
por um segredo.
Estamos juntos
e temos seguro.

O nosso abraço,
por mais que segundos,
nos protege
e assegura
o nosso enredo.

vsi(ch)4ko e edno



Eu ja tenho um chão
e meu chão sou eu
eu quero um teto
um teto de estrelas
um universo que me apeteça
um mundo que me obedeça
uma terra pra pisar
um céu pra olhar
e um mar

Calla Coração



Sem teus cabelos
um nome a menos
um escorredor de sentimentos
um escorregador pras emoções
Sem teus poemas
uma palavra silente
um país descrente
um pária a mais
Sem teus olhos
uma praia sem água
um mar sem ondas
uma rocha sem caimento
Sem tua energia
um declínio
um calabouço sem influências
um só desespero
Sem tuas carícias
um descontentamento
uma desolação
uma espera sem tempo
Sem teu corpo
um copo vazio
uma bandeira a meio mastro
uma senzala
Sem teu desprendimento
em uma prisão
com um cadeado sem chave
um coração se Callou

LisBuenas

De um lado a santidade,
do outro a devassidão
No meio, o rio Tejo,
a aeronave e o mar
De um lado, o outro lado,
desse lado, a solidão
e a ponte une em desejo
meu corpo
aos cravos
De um lado, o acaso,
do outro lado, o destino
O rio maneja meus ares
e me inclino
do céu ao chão

Antes Amar Antes


A viagem
é a felicidade em movimento
Um Fado sem lamento
Um Rock sem raiva
Um jazz
e nada mais
mais que menos
muito mais que o pelo menos
E por muito menos
seremos tudo
o que jamais teremos

Hate Late


Vou me impor
contra todos os batalhões,
todos os morteiros
Tenho a ponte de Amarante
pra vencer Napoleão
Caso tenha fogo adiante
Adiante!
Vamos dar um empurrão
cairão da ponte.
O meu fogo
os apaga
e eu queimo tudo, então

Sevilha

Todos podem se virar
basta querer
Colocar os pés no chão
a cabeça nas nuvens
y volar
Todos temos um sol
para nos olhar
podemos olhar pra ele
a se por
e alvorecer
Em todo canto
em todo lugar
há espaço pra ser
mais que só você
mais que só o sol
mais
e mais
e mais

Malagueta

Ponha uma pimenta
no meu caldo
e me escaldo
Me aguenta
e te calo
Sei o que intenta
o que tens nas ventas
No es malo
Es buenissimo
que lo tenga
sin recato

Dos Carmelitas

De manhã
de manhãzinha
encontrei um céu no paraíso
Me deitei com isso
e tive uns momentos de prazer
Não sabia
que abaixo do nosso compromisso
não havia um tecido
que pudesse intrometer
Amanhã
ou qualquer outro dia
levanto nosso recato
e nos faço ser benditos
por todo tempo

Silente

Se me poda
me consome
Mal sabe meu nome
e me manda calar
- Menos Daniel
menos
muito menos
E por querer tanto mais
não lhe dou mais nada
nem um centavo do meu ser
nem um átimo
nem um segundo
somente silêncio
e um abraço
frouxo
de despedida

vděčný

aqui, parado
me mechendo
lembro de tudo
lembro de ti
lembro de todo mundo
Sou grato a isso
por poder lembrar
e sentir isso aqui
essa satisfação
de ter vivido
nesses dias
o que não poderia viver
em um milênio
Em um mes
eu vivi
Mais que o mesmo
Convivi sem medo
e assim, sendo
sou supremo
por ter sido assim
por ser o rei
do meu reino
o leão da minha selva
o papa da minha igreja
o ser do meu jeito de ser
eu mesmo


@ Bouzov Castle

The orange coup

a cup can scoop,
a glass can pass,
but a heart
can't heal
A mark made a mess
in your heart
and nothing else
matters anymore
If I was trying to stay,
you said to me:
"Go away!"
Cause you can't
see my bass
beating
at the rithym
of your algorithm
About the things,
don't care
Just care
about our Coeur

Je Suis Ça

eu tinha tudo
e carregava tanto
já não preciso de nada
eu só preciso andar
Eu te buscava
e não encontrava
porque o peso tamanho
me impedia de olhar
para ti, para mim
e para o céu
Eu deixei tudo pra trás
já não tenho mais peso
sou uma folha, uma pena
que voa no vento
dos teus cabelos
e um dia
vai repousar
nos teus dedos
Vai sentir medo a menos
e nos teus apelos
vai ter um lar
vai ter um lar
Eu tinha tudo
e carregava tanto
Eu deixei tudo pra trás
e sem este peso
eu já posso voar
nos ventos
dos teus cabelos
eu posso voar
eu posso voar
nos ventos
dos teus cabelos
eu moro
eu moro lá

My brown eyes

Você me dá esperança
e me tira
Você, comigo, dança
e me baila
Você tem swing nas ancas
tem algo que espanca
Você me ilumina
e escurece
Você me origina
e me desconhece
You have my brown eyes
and don't recognize it

The Brain Book

Premero, se passa el tiempo
despues la salut
y, ahora, la vida
Pues, viva!
Completamente
todas las cosas
cada cosita
Esta todo en la cabeza
dans la tete
Haga lo que puedes
y viva
La felicita de vivere
and be all in one
Já que: one thing is another
I am you
you are me
and we
together
are everything
Me llama a su mondo
y giramos
desde el bigbang
hasta el fin de todo

Gérmem

De você,
em mim,
não restam só
as bitucas
no bolso esquerdo
das calças e dos shorts
Não restam apenas
as palavras
doces e amenas,
os olhos verdes,
as pernas grossas,
A altura inalcançável
De você,
em mim,
não resta
apenas um poema
uma estrofe
um só verso
Não resta
somente
um semestre
uma novela
uma novena
De você,
em mim,
não resta,
unicamente
a voz rouca
entoada em belas canções
ritmada em habilidosos debates
Não resta
de forma exclusiva
a imagem dos seus desenhos
ou a invenção dos meus sentimentos
De você,
em mim,
resta
mais que somente
a semente que plantamos
e que um dia há de germinar
há de germinar!

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

coSIdo

Eu não bato panelas
nem formo panelinhas

Eu cozinho as ideias
às tempero com ervas
e as coloco na rinha

Eu não entoo hinos
não sustento vaias

Eu não bato palmas
deixo as mãos vazias
prontas para o tapa

Eu não defendo pessoas
não subverto liberdades

Eu formo convicções
por tê-las destroçado antes
e inventado universos
sob os meus prantos

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Si

Dentro do que pertenço,
meu pressentimento,
é que tenho pretenso
pertencimento
ao silêncio

Não o silêncio mudo das turbas
o silêncio sem desejo
Mas o silêncio do descanso
das vígulas,
que desencadeiam
o prosseguimento

O meu silêncio
é sempre sinal de continuidade
É pausa
nunca parada
É paragem
não a estação

Penso que pertenço ao silêncio
mesmo havendo em mim
todo o barulho