Páginas

INQUIETO

"Mas sigo o meu trilho. Falo o que sinto e sinto muito o que falo - pois morro sempre que calo." (Affonso Romano de Sant'Anna_Que País é Este?)

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Em meio aos templos derrubados

A12 Internacional/ Estadão dia 12/09/2005

Poesia de Daniel Fleming e Vilauba Herrera






O texto do ditador é taxativo:
será feito sem dó nem piedade
O ataque é nuclear e preventivo.
Vão procurar nos escombros, a liberdade.

Enquanto mexem com a Faixa de Gaza
e lançam seus gases venenosos
o Homem do povo fica e o Severino Vaza
desses dias corruptos assombrosos.

Fardados vêm em plena chacina,
avançam de raio laser e avião,
correm de volta para a faxina
após a visita de um furacão.

Ao contrário de um cidadão assíduo,
em baixa o Bush puxa
a um corrupto conspícuo
sabujo de rabugice murcha.

Viciados pela diabólica doutrina,
disfarçados em capa democrata,
beijam os pés de Ofélia e Katrina
planejando o próximo tapa.

Um comentário:

  1. Esse ai tem a influência acadêmica de Wagner Geribello e suas aulas nas noites de quinta-feira (acho.
    Abrazzz

    ResponderExcluir